Feira de Franquias 2016 em Cascavel, Paraná

Workshops, consultorias, missão técnica e seminário compõem as ações para quem tem interesse no ‘universo franchising’; primeira agenda será no dia 17 de maio.

Mesmo com economia retraída, o mercado brasileiro de franquias fechou 2015 com um crescimento de 8,3% em relação ao ano anterior, apresentando um faturamento de quase R$ 140 bilhões.

Estima-se que, em 2015, mais de três mil redes franqueadoras no País estiveram disponíveis para a escolha de empreendedores interessados em abrir um negócio próprio com o formato já validado e conhecido no mercado. Isso, nos mais diversos setores econômicos como o de varejo, de alimentação, de veículos, limpeza e conservação, dentre outros.

De acordo com o consultor do Sebrae/PR, Willian Braga Tomaz, as franquias despertam a atenção do empreendedor, mas, ao mesmo tempo, geram dúvidas específicas sobre o setor.

“Neste sentido, buscamos apresentar uma espécie de caminho orientado, para que o empreendedor conheça quando as franquias são um bom negócio, tenha a oportunidade de avaliar as opções que estão no mercado e, ainda, um norte para aquele empresário que deseja transformar sua própria marca e empresa em uma franquia”, pondera.

O programa intitulado Franquias Oeste foi lançado em 2015 e, neste ano, terá duração três meses. Inicia com a apresentação do workshop “Franquia é um bom negócio?”, nos dias 17 e 18 de maio, em Cascavel e Foz do Iguaçu, respectivamente.

Neste encontro, será possível conhecer o que é o como funciona o sistema de franchising, os números do mercado brasileiro de franquias, as diferenças básicas entre o negócio independente e as franquias, além de quais exigências se fazem em franchising.

“O workshop também vai possibilitar a análise prática de uma franquia com a apresentação de um caso de sucesso para que o participante comece a ter ideia de como identificar uma franquia ideal para o seu perfil de investimento e de negócio, bem como os cuidados necessários para se tomar antes da escolha por uma ou outra franquia. Existem franquias, por exemplo, que requerem baixo investimento inicial, que são as microfranquias”, orienta o consultor do Sebrae/PR.

Além dos workshops, o programa Franquias Oeste vai acompanhar 15 empresários da região até a maior feira de franquias do país, a ABF Franchising Expo, que acontece em São Paulo de 15 a 17 de junho. O grupo deve embarcar para a missão técnica no dia 15 de junho, de Foz do Iguaçu.

“O diferencial é que os empreendedores farão uma espécie de visita orientada na feira, pois estarão acompanhados pelo especialista em franquias e consultor credenciado ao Sebrae/PR, Ricardo Guirado”, destaca.

Em julho, o programa prevê a realização do Seminário de Franquias no dia 6, em Cascavel, com a apresentação de empresas franqueadoras da região, contando seus casos de sucesso e trocando experiências com possíveis interessados em abrir uma franquia.

“Ao longo dos três meses, ainda há a oportunidade para que empresários de negócios independentes possam ver a possibilidade de fazerem de suas marcas franquias. Para isso, serão oferecidas consultorias de análise de negócio com o especialista em franquias”, explica Willian Tomaz.

O investimento para participar dos workshops “Franquia é um bom negócio?” é de R$ 65 por participante, já o seminário, em junho, será gratuito. Mais informações podem ser solicitadas por meio do telefone 0800 570 0800, da Central de Atendimento ao Empreendedor, do Sebrae/PR, ou diretamente nos escritórios do Sebrae/PR na região – em Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo.

Números

Conforme dados da Associação Brasileira de Franquias (ABF), 40% dos municípios brasileiros já têm algum tipo de franquia – o que corresponde a 2.243 cidades do território nacional -, sendo responsáveis por um volume de mais de 90 mil novas vagas de trabalho formais com carteira assinada. No total, o setor de franchising emprega aproximadamente 1,2 mil pessoas no Brasil.

“É, sem dúvida, uma grande oportunidade de mercado para quem quer empreender e procura apostar em um negócio já testado e conhecido. A projeção de crescimento do faturamento para o setor neste ano é de 6 a 8%, segundo a ABF”, observa Willian Braga Tomaz.

Deixe um comentário

O seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*